Saiba como reverter o aumento da prostata

Outubro Rosa: tiramos 6 dúvidas mais comuns sobre câncer de mama

calendarPublicação: 13/10/2021- Última atualização: 14/10/2021
clock5min
Outubro Rosa: tiramos 6 dúvidas mais comuns sobre câncer de mama
Nikolas Ambrosano
Nikolas Ambrosano

Redação Infovital

Em mês de campanha para prevenção do câncer de mama, o infovital responde algumas perguntas frequentes sobre a doença

O câncer de mama é o mais comum do mundo de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e, apenas em 2020, foram diagnosticados mais de 2,2 milhões de casos da doença. Além disso, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), ele representa 20,9% de todos os cânceres que afetam as brasileiras.

Neste mês, é comum vermos iluminação rosa na rua ou pessoas usando um laço da mesma cor para representar o Outubro Rosa, campanha de conscientização sobre o câncer de mama. Mas você sabe realmente o que é essa doença? Com o tema em alta, surgem algumas dúvidas, e o infovital separou seis das mais comuns entre elas. Confira:

1) Como o câncer de mama ocorre?

A multiplicação desordenada de células na região da mama forma um tumor que pode se espalhar para outros órgãos, e há muitos tipos de cânceres de mama. Alguns se espalham rapidamente e, outros, mais lentamente.

De acordo com o Inca, não há uma causa única para a doença, e sim alguns agentes que estão relacionados ao seu desenvolvimento nas mulheres. Fatores relacionados ao estilo de vida como atividade física insuficiente e excesso de peso entre eles. 

2) O câncer de mama é curável?

O tratamento do câncer de mama pode ser realizado com quimioterapia, radioterapia ou cirurgia, e depende do estágio da doença. 

Há alternativas ligadas à saúde natural que podem auxiliar durante o tratamento. 

Um estudo  feito pelo Instituto Ludwig de Pesquisa do Câncer demonstrou que a falta de nutrientes incentiva as células tumorais a adquirir caráter agressivo, aumentando as chances de metástase. Por isso, o médico Naif Thadeu, autor do Protocolo Contra o Câncer, afirma que cuidar da alimentação é essencial. Quiabo, coentro, cúrcuma e o óleo de coco são alguns dos super alimentos indicados pelo médico.

Conheça o passo a passo natural do Dr. Naif Thadeu que vai ativar o seu sistema de defesa para combater células cancerígenas

3) O autoexame ou a mamografia previnem a doença?

Não. É importante entender que apesar de serem importantes e destacados nas campanhas do Outubro Rosa, esses exames não servem para prevenir a doença, mas sim detectá-la, como afirma o colunista do infovital, Dr. Carlos Schlischka sobre esse e outros tipos de câncer.

4) Quais são os principais sintomas do câncer de mama?

Segundo o Inca, os principais sinais e sintomas da doença são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, saída espontânea de secreção de um dos mamilos, além de pequenos nódulos no pescoço ou nas axilas.

5) Existem outras formas de se proteger do câncer de mama?

Cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados se as mulheres seguirem uma rotina saudável de alimentação e praticarem exercícios físicos. Em seu Protocolo Contra o Câncer, o Dr. Naif Thadeu cita algumas soluções naturais que ajudam a evitar a doença.

Uma delas é o azeite de oliva, presente na dieta mediterrânea, associado a uma redução de 67% dos casos de câncer de mama. Um estudo conduzido na Universidade de Granada, na  Espanha, mostrou que os componentes do azeite inibiram a expressão de um gene, o HER2, que dispara a forma mais agressiva dessa doença.

Outra alternativa que o médico cita para auxiliar no tratamento e na prevenção da doença é o açafrão-da-terra ou cúrcuma. Segundo um relatório divulgado no  Journal of Breast Cancer, a cúrcuma inibe o crescimento de células tumorais e a sua migração e proliferação para outras partes do organismo. 

6) Prótese de silicone pode causar câncer de mama?

O Brasil é o país que mais realiza cirurgias plásticas estéticas no mundo, e o implante da prótese mamária é uma das cirurgias preferidas entre as brasileiras. Apesar de algumas pessoas pensarem que colocar próteses pode dificultar a detecção da doença, ou até mesmo causá-la, estudos mostram que isso não é verdade.

Um relatório do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos aponta que o risco de câncer de mama pode até ser reduzido entre as mulheres com implantes. Além disso, a maioria dos estudos não sugere que mulheres com implantes mamários têm câncer de mama mais avançado no diagnóstico ou um prognóstico pior do que aquelas sem implantes. 

*Sob supervisão de Priscila Miranda

Referências:

  • Protocolo Contra o Câncer. Jolivi.
  • Outubro Rosa 2020. INCA. Disponível em: https://www.inca.gov.br/campanhas/cancer-de-mama/2020/outubro-rosa-2020
  • Brinton, L A, and S L Brown. “Breast implants and cancer.” Journal of the National Cancer Institute vol. 89,18 (1997): 1341-9. doi:10.1093/jnci/89.18.1341
  • Liu, Dongwu, and Zhiwei Chen. “The effect of curcumin on breast cancer cells.” Journal of breast cancer vol. 16,2 (2013): 133-7. doi:10.4048/jbc.2013.16.2.133
Nikolas Ambrosano
Nikolas Ambrosano

Redação Infovital

As 2 substancias fundamentais para uma boa visao
Voce Sabe qual a Diferenca entre uma pessoa gorda e magra