Ranking dos 7 remedios mais letais que as farmaceuticas querem que voce engula

Quantas doenças cabem numa garrafa de refrigerante?

calendarPublicação: 12/10/2021- Última atualização: 07/10/2021
clock5min
Quantas doenças cabem numa garrafa de refrigerante?
Pedro Bezerra Souza
Pedro Bezerra Souza

Editor

Câncer, diabetes, hiperatividade, osteoporose, cáries e insônia são apenas alguns dos problemas de saúde que os ingredientes de refrigerantes podem trazer ao organismo; confira a análise de composição de três refrigerantes vendidos no Brasil

Eles nem ficam em prateleiras altas para não dar trabalho: os refrigerantes estão no supermercado ao alcance das mãos inclusive das crianças. Opções não faltam. 

As ofertas e facilidades resultam em dados preocupantes: segundo uma pesquisa  do Instituto de Efectividad Clinica y Sanitária (IECS), o brasileiro consome, em média, 61 litros de bebidas açucaradas, como os refrigerantes, por ano.

Quem compra essas bebidas, as toma desde sempre e raramente se atenta às informações de composição que estão nos rótulos. Mas o infovital fez esse trabalho. Com base nos rótulos de três refrigerantes dos mais populares no país (Coca-Cola, Guaraná Antárctica e Fanta Laranja), os itens que compõem essas bebidas tiveram seus “valores nutricionais” explicados.

Para isso, o médico e especialista da Jolivi Natural Health, Dr. Carlos Schlischka, foi convidado e explicou o que esses refrigerantes podem proporcionar ao organismo. Confira:

Coca-Cola: sabor original contém água gaseificada, açúcar, extrato de noz de cola, cafeína, corante caramelo IV, acidulante ácido fosfórico e aroma natural. Cada 200ml contém 85kcal e 10mg de sódio.

Guaraná Antárctica: água gaseificada, açúcar, extrato de guaraná, acidulante, ácido cítrico, conservantes, benzoato de sódio e sorbato de potássio, aromatizante e corante caramelo IV. 

Fanta Laranja: água gaseificada, açúcar, suco de laranja 10%, aroma sintético artificial, acidulante Ins 330, conservador Ins 211, estabilizantes Ins 444 e Ins 480, corante artificial Ins 110.

De acordo com a análise do Dr. Carlos Schlischka, esses componentes representam:

Corante caramelo IV

“Diferentemente do caramelo regular, resultante do açúcar puro aquecido, o Caramelo IV é feito a partir da mistura do açúcar com elementos químicos como ácidos e amônia, sob grande pressão e temperatura. Além da cor desejada, o corante gera também subprodutos prejudiciais à saúde”, explica o Dr. Carlos.

Estudos feitos pelo Programa Nacional de Toxicologia dos Estados Unidos mostraram que o 4-Metilimidazol, um desses subprodutos, pode causar câncer de pulmão, fígado, tireóide e leucemia. A Agência de Proteção Ambiental da Califórnia também classificou o 4-MI como cancerígeno. 

Ácido fosfórico

O ácido fosfórico, com a ajuda de açúcares, serve para disfarçar um eventual gosto amargo. Ele pode prejudicar a fixação de cálcio nos ossos e dificultar a absorção de cálcio pelo organismo. Esse ácido também pode provocar problemas como cáries ou osteoporose em pessoas que tomam refrigerante regularmente.

“Ele também dificulta o trabalho do estômago para produzir ácido gástrico, atrasando o processo de digestão e a absorção de nutrientes. Devido à acidez dos refrigerantes, o corpo precisa usar o cálcio, que seria utilizado nos ossos, para facilitar a digestão e equilibrar o pH”, detalha o médico da Jolivi

Dessa forma, os rins precisam eliminar o cálcio utilizado nesse processo – o que aumenta o risco de formação de pedras nos rins, devido ao acúmulo de cálcio nos órgãos.

Cafeína e sódio 

Em excesso, causam aumento da pressão arterial, ansiedade, insônia e taquicardia. 

Ácido cítrico

“É um item natural, encontrado no limão, por exemplo. Mas se o consumo for excessivo, o ácido pode danificar o esmalte e causar erosão dentária. Além disso, pode causar transtornos gastrointestinais”, complementa o Dr. Carlos Schlischka

Benzoato de sódio

Utilizado como conservante, agente antimicrobiano (que mata ou inibe o desenvolvimento de fungos, bactérias, protozoários e vírus) e agente antifúngico (que inibe a produção de fungos ou os destrói).

“Ele pode causar reações alérgicas, problemas de pele, irritação gástrica e rinite severa em pessoas sensíveis ao composto. O benzoato de sódio tem sido amplamente utilizado como um conservante em produtos alimentícios”, fala o médico.

Quando há a presença de vitamina C junto ao benzoato de sódio em altas temperaturas e com exposição à luz, ocorre a formação de benzeno, uma substância química com possível efeito cancerígeno. 

Estabilizantes ins 444

É um aditivo alimentar líquido que funciona ajuda a misturar água e gordura. Mais especificamente, o aditivo alimentar ajuda a distribuir e suspender os óleos saborosos em uma bebida. 

“Ele é produzido a partir da combinação de sacarose, que é açúcar, junto com os produtos químicos. Não tem cheiro, mas possui um sabor amargo depois de usado em grandes quantidades”, complementa o Dr. Carlos.

Corante artificial ins 110

Pode provocar sintomas como alergias, náuseas, vômitos, inchaços, fadiga. Além disso, há chance de gerar hiperatividade em crianças, quando associado ao benzoato de sódio. Esse corante já foi banido na Finlândia e Noruega.  

“É uma versão sulfonada do corante Sudan I, um possível causador do câncer. Pode ser responsável por causar reação alérgica em pessoas com intolerância à aspirina, resultando em vários sintomas, incluindo irritações gástricas, diarreia, vômitos, urticária, inchaço da pele e enxaquecas”, finaliza o Dr. Carlos Schlischka.

Referências

FDA Urged to Prohibit Carcinogenic “Caramel Coloring”; CSPI Says Artificial Caramel Coloring is Quite Different from Real Caramel.
Mahan, L. Kathleen; Stump Sylvia Escott, Alimentos, nutrição e dietoterapia, Ed. Roco Ltda, pg 603-604, 2002.
National Center for Biotechnology Information (2021). PubChem Compound Summary for CID 22230, Citric acid monohydrate. Retrieved October 6, 2021 from https://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/compound/Citric-acid-monohydrate.
Refrigerantes a base de cola e níveis séricos de cálcio iônico. ISBN 978-85-85905-21-7.ÁreaFEPROQUIM – Feira de Projetos de Química; Autores: Oliveira, A.M.V.F. (FUNEC – CENTEC) ; Nascimento, G.F.O. (FUNEC – CENTEC) ; Carvalho, J.P.M. (FUNEC – CENTEC) ; Silva, M.V.Q. (FUNEC – CENTEC) ; Santos, R.N. (FUNEC – CENTEC)

Pedro Bezerra Souza
Pedro Bezerra Souza

Editor

7 solucoes naturais que a industria farmaceutica esconde de voce
As 2 substancias fundamentais para uma boa visao