Suplemento de maca peruana combinada com extrato de guarana

Cascas e talos: um jeito de ganhar 40 vezes mais nutrientes na alimentação

calendarPublicação: 28/09/2021- Última atualização: 28/09/2021
clock6min
Cascas e talos: um jeito de ganhar 40 vezes mais nutrientes na alimentação
Diego Rodrigues
Diego Rodrigues

Redação Infovital

As cascas e talos de frutas e legumes, jogados no lixo, podem conter até 40 vezes mais nutrientes do que o próprio alimento; nutricionista da Jolivi Natural Health explica como aproveitar os alimentos integralmente

Pra muita gente é prática comum na hora de cozinhar: cortar os talos, tirar as sementes e descascar os alimentos. Até se transformou em uma espécie de ritual de higienização, preparo e, consequentemente, desperdício destas partes.

Ricos em vitaminas e fibras, as cascas descartadas dos alimentos podem ter até 40 vezes mais nutrientes que a parte interna, como a casca da laranja. Porém, como quase toda regra, existem exceções: o talo da mandioca brava não é recomendado para uso por ser tóxico, por exemplo.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), um terço dos alimentos produzidos no mundo é desperdiçado anualmente. O desperdício de frutas e hortaliças consumidas no Brasil chega a ser de 20 a 30%, desde a colheita até a mesa do consumidor.

O aproveitamento integral dos alimentos visa combater o desperdício, contribuir com a redução do lixo e nutrir ainda mais através de chás, sucos, massas, vitaminas. O ideal é o consumo desses talos e cascas orgânicos, pois essa parte pode concentrar a maior parte dos agrotóxicos, dependendo da origem.

Segundo a tabela abaixo, divulgada no livro “Diga não ao desperdício & Pancs”, do Governo do Estado de São Paulo, é possível comparar a quantidade de nutrientes de alguns alimentos entre suas partes mais comuns e menos comuns no consumo.

A casca de banana, por exemplo, apresenta quase o triplo vitamina C com relação a polpa, ao passo que a beterraba salta de 4,40 mg de vitamina C na polpa para 557 mg nas folhas – comumente descartadas.

Como reaproveitar a casca de banana

Segundo a professora Lara Gabriela Cerqueira, nutricionista especializada em fitoterapia da Jolivi Natural Health, o recomendado é cozinhar as cascas da banana e de outras frutas e legumes antes do preparo de uma receita.

“O sabor fica melhor e reduz o fator anti-nutricional causado pelo oxalato e fitatos presentes neles, o que dificulta a absorção dos nutrientes”, complementa a especialista.

No Plantas & Bem-Estar, Lara conta sobre uma infinidade de plantas que são mais eficientes que medicamentos.

Além disso, a casca contém o triptofano, que é parte componente do hormônio serotonina, responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Você já conhece o Tripto Sense, o suplemento à base de triptofano do Vitaminas.com.vc?

Pensando nisso, separamos algumas receitas zero desperdício que são simples de serem feitas na sua casa. 

Sorvete de banana com casca

A casca da banana é rica em vitamina C e fortalece o sistema imune

Ingredientes: • 5 bananas nanicas maduras médias (775 g) • 1/4 xícara (chá) de mel (80 g) • 1 lata de creme de leite light (290 g) 

Modo de Preparo: lave e higienize as bananas e congele-as com as cascas. Depois de congeladas, pique as bananas com casca em rodelas finas e coloque no liquidificador junto com os outros ingredientes. Bata até formar uma consistência de sorvete e sirva imediatamente.

Torta salgada de casca de abóbora com recheio de talos

A casca da abóbora contém vitaminas que atuam em várias frentes do corpo humano

A abóbora é rica em luteína e zeaxantina, poderosos antioxidantes que atuam nos olhos. Além disso, ela reforça a imunidade do organismo devido a presença das vitaminas A e C. A especialista da Jolivi indica que a casca do fruto seja levada ao vapor antes do preparo da receita – ou também pode ser comida cozida.

Recheio – Ingredientes: • 1 cebola pequena (100 g) • 1 dente de alho médio (4 g) • 1 colher (sopa) de azeite (15 ml) • 1/2 xícara (chá) de talos de couve lavados e picados (70 g) • 1/4 xícara (chá) de folhas de couve lavadas e picadas (20 g) • 1/2 xícara (chá) de talos de salsinha lavados e picados (60 g) • 1/4 xícara (chá) de folhas de salsinha lavadas e picadas (15 g) • 3 e 1/2 xícara (chá) de abóbora lavada descascada e picada em cubos pequenos (420 g) • 1 e 1/2 colher (chá) de sal (9 g) 

Modo de Preparo: Lave, descasque e pique a cebola e o alho. Em uma panela grande, doure-os no azeite. Acrescente os talos e as folhas da couve e da salsinha e refogue. Junte a abóbora e o sal, acrescente água até metade da panela e deixe cozinhar até ficar macia e reserve.

Massa – Ingredientes: • 3 ovos médios (195 g) • 1 xícara (chá) de casca de abóbora lavada e picada (100 g) • 1/2 xícara (chá) de óleo (120 ml) • 3 xícaras (chá) de leite desnatado (720 ml) • 6 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado (60 g) • 3 xícaras (chá) de farinha de trigo (375 g) • 1 colher (sopa) de fermento em pó químico (8 g) 

Massa – Modo de preparo: coloque no liquidificador todos os ingredientes, com exceção do fermento e bata até que a massa fique homogênea. Por fim, acrescente o fermento e bata ligeiramente. Em uma forma untada, despeje metade da massa, coloque o recheio e cubra com o restante da massa. Leve ao forno (210°C) por 40 minutos ou até que fique dourada.

Chá com casca de limão

Uma das frutas mais populares do mundo, o limão ajuda a eliminar as infecções

Considerado um dos produtos naturais mais poderosos do mundo, o limão é rico em vitamina C e zinco. Um estudo publicado pela Annals of Nutrition & Metabolism mostrou que esses dois elementos, ricos no limão, fortalecem o sistema imunológico.

Ingredientes: meio copo de água e 3 cm da casca do limão.

Modo de preparo: Ferver a água e depois adicionar a casca do limão. Fechar durante alguns minutos e tomar em seguida, ainda morno, sem adoçar. 

*Sob supervisão de Pedro Bezerra Souza

Referências:

  • Diga não ao desperdício & Pancs. Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Governo do Estado de São Paulo;
  • Wintergerst, Eva S et al. “Immune-enhancing role of vitamin C and zinc and effect on clinical conditions.” Annals of nutrition & metabolism vol. 50,2 (2006): 85-94. doi:10.1159/000090495.
Diego Rodrigues
Diego Rodrigues

Redação Infovital

Saiba como reverter o aumento da prostata
O metodo para manter a sua testosterona focando na sua virilidade