Suplemento de colageno tipo II e acido hialuronico

Resistência e otimismo

calendarPublicação: 10/08/2021- Última atualização: 19/08/2021
clock3min
Resistência e otimismo
Mente Saudável
Mente Saudável

Por Cyro Masci

Conta-se que durante a segunda grande guerra um fato intrigava as tropas dos Estados Unidos: seus soldados aprisionados em campos de concentração morriam em número bem maior que outros soldados de países aliados. Quando foram verificar o motivo, descobriu-se que os alemães com frequência humilhavam seus prisioneiros, obrigando-os por exemplo a gritar o famoso “Heil Hitler!”. Os patriotas americanos preferiam a morte a cometer tal heresia, e acabavam recebendo um tiro como recompensa. Já outros aliados preferiam saudar Hitler, sua mãe e todos os generais, permanecendo vivos… 

Estamos todos de certo modo aprisionados num grande campo de concentração chamado Crise Sanitária e Econômica. E provavelmente um recurso bastante útil é manter um estado de otimismo realista até que a situação melhore. 

Vários estudos já conseguiram identificar quais traços de personalidade e comportamento tornam uma pessoa mais otimista, com mais anticorpos às agruras e azares. Vamos a eles:

Em primeiro lugar, pessoas resistentes aos infortúnios acreditam que toda situação infeliz é passageira, enquanto os pessimistas explicam os acontecimentos em termos permanentes. Otimistas pensam em termos de “às vezes” ou “por enquanto” e pessimistas em termos de “sempre” ou “nunca”. 

Uma coisa é pensar “eu não consigo nunca ganhar dinheiro” e outra é conversar consigo algo como “tenho ganhado menos ultimamente” ou “estes tempos estão difíceis, mas já passei por dificuldades antes…”.

Outra mudança no estilo explicativo dos otimistas é a abrangência, a especificidade do motivo da dificuldade. Otimistas tendem a explicar a crise em termos de “estamos atravessando um momento difícil no mundo todo” ou “o Brasil está numa situação delicada”. Já pessimistas tendem a atribuir explicações universais para seus insucessos, como “o mundo está perdido, a crise está por toda a parte” ou “o Brasil não tem mais jeito, está tudo perdido”.

Por fim, pessimistas tendem a interiorizar os motivos de dificuldade, enquanto otimistas tendem a atribuir as causas de dificuldade a terceiros. O otimista ao se deparar com dificuldades tende a conversar consigo mesmo em termos de “como estamos cercados de incompetentes!”, ao contrário do pessimista, que já pensaria em termos de “como eu sou incompetente!”. 

E de modo complementar, os otimistas tendem a explicar os bons acontecimentos em termos permanentes (“sou competente”), enquanto os pessimistas atribuem a causas temporárias (“tive sorte”). Numa boa maré o pessimista até se congratula por se sair bem naquele fato em particular, enquanto o otimista se dá os parabéns por ser uma pessoa tão ótima, não apenas naquele fato, mas em muitos aspectos da vida. Para completar, o otimista acredita que as coisas boas de sua vida foram causadas por elas mesmas, do tipo “tenho habilidade em…” enquanto os pessimistas atribuem os bons acontecimentos aos outros ou às circunstâncias de momento.

Tenho a impressão de que nós, brasileiros, temos em nossa cultura muito do estilo dos otimistas. De modo geral, já percebemos claramente que a crise é causada por fatores externos a cada pessoa, que há algo mais em jogo que a competência individual. Também acreditamos que ela seja provisória, como foram várias outras.

Creio que esse otimismo possa ser complementado. O que talvez esteja faltando é acreditar um pouquinho mais na capacidade que temos dentro de nós, independentemente de soluções externas, como governos ou empregadores. E acreditar que os melhores sonhos se tornam fatos quando construídos com a disposição para mudanças, a energia do esforço, a eficácia da solidariedade e a argamassa da esperança.

Cyro Masci é médico psiquiatra em São Paulo e atua com abordagem integrativa, que une a medicina convencional com diversas formas de tratamento não convencionais.

Siga o Dr. Cyro nas redes sociais:

Site: www.masci.com.br

Instagram: @cyromasci

Facebook: ClinicaMasci

LinkedIn: cyromasci

O Mineral que abaixa a glicemia
73 Curas sem Remedios